Ecoturismo

Uma grande parte do arquipélago forma o parque 'Ôbo', um parque natural protegido que representa nada mais, nada menos que um terço da superfície do país, ou seja cerca de 300 km².

Ôbo significa 'bosque selvagem, impenetrável'. É o resultado de um projecto de proteção nacional do meio ambiente iniciado em 1992. O objectivo é de proteger e de conservar racionalmente os ecosistemas florestais. Este projecto faz parte do programa Ecofac, programa importante na Africa Central.

Duas zonas constituem o parque Ôbo: uma na ilha de São Tomé de uma superfície de cerca de 235 km² e uma outra na ilha do Principe de uma superfície de cerca de 65 km² (ou seja quase a metade da ilha). Atráves do eco-turismo a floresta pôde ser valorizada, especialmente graças ao corpo de guardas florestais. Foram formados vários guias para acompanhar os turistas ao longo desses parques.

Várias caminhadas são propostas (informe-se nas agências de viajens locais). A maioria das pistas de caminhadas partem de Bom Sucesso, acessível rapidamente à pé e facilmente desde a pousada Boa Vista, em cima de Monte Café. Terá a ocasião de descobrir uma floresta primária densa, algumas roças, cascatas. A não faltar Lagoa Amélia, cratera de um antigo vulcão: com um guia pode andar na cratera sobre uma camada vegetal esponjosa muito densa. As vistas sobre a ilha, em céu limpo, são particularmente soberbas. Para os melhores caminhadores, a ascensão do Pico a 2024 metros levará menos de um dia. O pico desaparece na bruma mas, pode-se descobrir um panorama excepcional na parte norte da ilha.

Durante as caminhadas pode-se observar algumas orquídeas, dentre as quais muitas são endémicas na ilha de São Tomé, vários passáros, estes também endémicos e pequenos macacos.