Redes Sociais : O poder ignorado pelo povo de São Tomé e Príncipe

Hoje terça-feira, 30 de junho, assinala-se o Dia Mundial das Redes Sociais. Em São Tomé e Príncipe, a data passa despercebida, enquanto em vários países africanos como o Uganda, bem como dos restantes continentes propagam uma serie de eventos onde a aprendizagem, partilha e reflexão sobre o assunto estão no trending topics, no intuito de tornar a data marcante e repensar sobre uma temática tão viva e presente no dia-adia das nossas sociedades.

O uso dessa ferramenta em São Tomé e Príncipe vem sofrendo mutações, embora seguindo o tradicional ritmo mal interpretado do "leve-leve", uma utilização incipiente para o que em tempos atuais já não representa um simples instrumento estagnado de comunicação, hoje é mais do que nunca um diário aberto, uma forma de socialização globalizada e um autêntico mercado com potenciais consumidores para as empresas. Hoje em dia, um simples “gosto” no facebook é sinónimo de dinheiro.

Vivemos numa era em que um simples texto de 140 carateres, pode derrubar um regime político no poder, um dos exemplos mais popular foi a proliferação do movimento conhecido como Primavera Árabe, que percorreu toda a região do Norte da África e do Médio Oriente, onde a utilização das redes sociais como Facebook e Twitter foram cruciais conforme um relatório divulgado pela Dubai School Government que aborda sobre o poder que ditam estas ferramentas no contexto atual no exercício de cidadania digital.

O fraco desenvolvimento da literacia Digital em São Tomé e Príncipe, pode quiçá justificar-se pela inércia em uma aposta com maior afinco na comunicação digital do país. A título de exemplo a página oficial do Governo e da Presidência da Republica continuam a não conhecer melhores dias desde os tempos mais remotos. Uma ausência a registar também nas redes sociais onde 22,8% da população mundial usa pelo menos uma vez por mês, dados em franco crescimento segundo o Banco Mundial e segundo eMarketer estima-se que em 2017 aproximadamente 2,33 bilhões de pessoas façam uso das redes sociais.

Apesar de todo este potencial nem todas as instituições e empresas são-tomenses se sentem confortáveis na utilização das redes sociais. O meio corporativo são-tomense deve dar primazia a ideia de articulação dos meios de comunicação tradicional de massa com novos espaços sociais oferecidos pela internet como forma de potencializar os seus negócios e chegar de forma estratégica aos consumidores. Algumas empresas já estão a dar os primeiros passos.

É de salutar também que algumas instituições públicas já estão a investir na comunicação nas redes sociais. Instituições como o Ministério de Educação e Cultura e Formação, Policia Nacional, e a Procuradoria da Republica são alguns dos exemplos que começam a afirmar-se no Facebook, mas que certamente precisam de um maior investimento na sua imagem, principalmente dado ao estatuto e a imagem institucional que representam na sociedade.

O mundo digital cresce expressivamente todos os dias. Em África o uso da Internet no telemóvel cresce exponencialmente e o país tem seguido o ritmo, mesmo na sua velocidade peculiar, não devemos descurar que a economia digital pode e deve se tornar um elemento estratégico no PIB do país, a economia digital não se restringe simplesmente ao comércio eletrónico. A um país como São Tomé e Príncipe não resta outra alternativa que não ser ousado.

TEDxSãoTomé vai no dia 25 de Julho ter um dos oradores que vai abordar sobre a direito, lei e responsabilidade digital, além do fundador do Skype que vai estar presente para demonstrar a importância do país em criar condições para colmatar a exclusão digital, criando fundamentos para uma cidadania digital participativa.

É preciso ter em conta a economia digital para o progresso do país. Progresso esse que será benéfico tanto para as empresas como para o consumidor final, neste caso o povo são-tomense. É papel do Estado promovê-lo junto das empresas e essas por sua vez criar ponte com os consumidores. São Tomé e Príncipe precisa de aumentar, o quanto antes, o desempenho em matéria digital, bem como uma boa prestação no campo dos serviços públicos digitais, somente assim começamos a transpor barreiras para tirar vantagens a um potencial que ignoramos.

Feliz Dia Mundial das Redes Sociais! E faça uma utilização responsável!

Escrito por
Mário Lopes
Demografia
Demografia
Do total da população de São Tomé e Príncipe, com aproximadamente 187.356 habitantes (Censo 2012) [...] Foto:...
Venha Conhecer São Tomé e...
Venha Conhecer São Tomé e...
São Tomé e Príncipe é um destino ideal para conhecer uma África amável [...] Foto: Cruza Mundos São Tomé...
Ússua
Ússua
Nasceu no início do século XX, sendo uma dança praticada pelos "filhos da terra" de inspiração europeia:...
O País Lusófonia Política Economia Sociedade Desporto Educação Cultura Multimédia Saúde
Cultura Angola     Embaixadas Futebol        
Demografia Brasil   Turismo Serviços Basquetebol   Gastronomia    
Geografia Cabo Verde   As praias Emprego Ciclismo   Folcrore    
História Guiné Bissau   Ecoturismo Imobiliário Canoagem   Festas Locais    
Clima  Moçambique   A Capital Meteorologia  Clubes        
Fotos  Portugal      Tecnologia Taykwondo        
  Timor     Links Úteis Capoeira        
  S.Tomé e Príncipe       Xadrez        

© 2015 STP Digital Lda. Todos os direitos reservados. | Desenvolvimento por Albatroz Digital | Manutenção por STP Digital Lda | Termos e Política de Privacidade | Publicidade