Países que isentam e facilitam visto aos santomenses - saiba quais são

No mundo globalizado em que vivemos, a livre circulação continua a ser uma das maiores necessidades da era atual e a sua ausência um grande entrave para o desenvolvimento de muitas economias. Mas temos de levar em consideração que, há países com passaportes que “abrem” mais as portas de uma imigração do que outros.

Mas quantas portas “abre” o passaporte oriundo de São Tomé e Príncipe? Ocupando a 83ª posição segundo os últimos dados do índice de Restrições de Vistos divulgado pela consultora Henley & Partners. O país já esteve inclusive em melhores posições. Em jeito de comparação, em 2014 por exemplo, esteve numa posição mais conceituada do que que Cabo-Verde que atualmente ocupa a 76º posição no mesmo ranking.

Alguns desses países sem a necessidade de visto ou seja livre trânsito, outros podem ser solicitados logo no aeroporto do destino ao chegar.

Segundo informação confirmada pelo STP Digital, no ranking Passaport Index 2017, é possível entrar em 53 países, estando em pé de igualdade com Senegal.

Países que isentam e facilitam visto aos santomenses com passaporte ordinário para estadia temporária:

Bahamas

Bangladesh

Burkina Faso

Camboja

Cabo Verde

Comores

Costa Rica

Djibuti

Dominica

Equador

Egito

El Salvador

Gana

Guatemala

Guiné-Bissau

Haiti

Honduras

Hong Kong

Indonésia

Irão

Jordânia

Quénia

Kosovo

Laos

Madagáscar

Malawi

Malásia

Maldivas

Mauritânia

Maurícias

Estados Federados da Micronésia

Moçambique

Nepal

Nicarágua

República de Palau

Estado da Palestina

Panamá

Filipinas

Ruanda

Santa Lúcia

Samoa

Seychelles

Singapura

São Vicente e Granadinas

Tanzânia

Timor-Leste

Togo

Turquia

Tuvalu

Uganda

Zâmbia

Zimbabwe

Sri Lanka

 

ACTUALIZAÇÃO: STP Digital entrou em contacto com o Portal Passaport Index que serviu de base para a criação do artigo, dado que recebemos muitas informações que dava contas de que “nem tudo é o que parece”. Segundo o esclarecimento os países assinalados a vermelho, são países que sim, exigem visto, no entanto não deve assumir essa exigência como entrave, pois o visto pode ser adquirido com facilidade na entrada no país. É o que chamamos de Visa on arrival. (Visto de Chegada).

Sublinhamos que a não exigência de visto não significa burocracia zero, alguns destes países podem exigir a observação de certas garantias, entre eles confirmação de hospedagem ou até mesmo o comprovativo de que possui valor monetário suficiente para se manter no país durante a estadia. Levando em consideração de que a não exigência de visto é válida para viajantes com previsão de ter uma permanência temporária (o tempo de permanência difere de país para país).

Lembre-se também que entradas para estudo, trabalho ou residência definitiva exigem visto específicos.

Escrito por
Mário Lopes