Bastonário Santomense tomou posse como Presidente da União dos Advogados de Língua Portuguesa

Foto: CST

O Bastonário da Ordem dos Advogados de São Tomé e Príncipe (OASTP), André Aragão, tomou posse hoje, na cidade de São Tomé, como Presidente para o biénio 2015/2016 da União dos Advogados de Língua Portuguesa (UALP).

O acto decorreu durante o VII Congresso Ordinário da Ordem dos Advogados de São Tomé e Príncipe, no âmbito da XXVII Assembleia-Geral da UALP - União dos Advogados de Língua Portuguesa, que se realiza em paralelo.

Subordinado ao lema: “A Advocacia e a Banca”, a cerimónia de abertura do Congresso foi presidida pelo Primeiro-ministro, Patrice Trovoada, que frisou a gravidade de crédito mal parado no país.

André Aragão, no seu discurso, disse que a eleição do tema “A Recuperação de Créditos Bancários, Procedimentos e Custos Associados e Perspetivas para o Futuro”, não foi por acaso. E que “ a eleição do tema deve-se ao facto de se constatar que a problemática da recuperação dos créditos bancários, constituir o “calcanhar de Aquiles” do nosso sistema financeiro e factor de instabilidade para o mesmo, com repercussões altamente negativas para a economia local.” – disse o Bastonário Santomense.

As principais questões suscitadas pela OASTP incidiam sobre a relação entre a Advocacia e a Banca e onde é que o papel de uma e da outra se intercetam. E por que estarão os advogados preocupados com os assuntos da banca?

O Representante do Banco Central, Flávio Pinto, fez a primeira intervenção sobre o tema. O jurista falou especificamente da recuperação do crédito bancário e sublinhou que o Banco Central deverá emitir normas específicas sobre a recuperação de crédito das quais definem regras e linhas de orientação que devem ser observadas pelas instituições de crédito com vista a uma efectiva recuperação de crédito. Disse ainda que a criação normativa do regime da injunção é uma ideia a concretizar.

Já o Director Geral do BGFI Bank, Felisberto Castilho apresentou o ponto de vista da banca. Castilho defende a criação de condições para a recuperação de créditos mal parados. Salientou que deve constituir prioridade do sistema para elevar o nível de confiança dos operadores e permitir que os bancos desempenhem as suas funções e contribuam para a dinamização do sector produtivo com objectivo de diminuir a dependência externa do país.

A Representante do Banco Internacional de S. Tomé e Príncipe, Kayna Bragança, ressaltou na sua intervenção que até a data o BISTP nunca recuperou uma dobra se quer pelas vias judiciais.

Neste dilema do crédito mal parado ficou patente que existe o lado do credor e do devedor. O credor que faz um empréstimo e quer reaver o investimento. E o do devedor: existem 2 tipos de devedores/consumidores: os que são bom pagadores e só não honram com os compromissos porque não conseguem mesmo e os que são mesmo mau pagadores, que passam cheques sem provisão e não têm intenção nenhuma de pagar a dívida.

Escrito por
Redação
Demografia
Demografia
Do total da população de São Tomé e Príncipe, com aproximadamente 187.356 habitantes (Censo 2012) [...] Foto:...
Venha Conhecer São Tomé e...
Venha Conhecer São Tomé e...
São Tomé e Príncipe é um destino ideal para conhecer uma África amável [...] Foto: Cruza Mundos São Tomé...
Ússua
Ússua
Nasceu no início do século XX, sendo uma dança praticada pelos "filhos da terra" de inspiração europeia:...
O País Lusófonia Política Economia Sociedade Desporto Educação Cultura Multimédia Saúde
Cultura Angola     Embaixadas Futebol        
Demografia Brasil   Turismo Serviços Basquetebol   Gastronomia    
Geografia Cabo Verde   As praias Emprego Ciclismo   Folcrore    
História Guiné Bissau   Ecoturismo Imobiliário Canoagem   Festas Locais    
Clima  Moçambique   A Capital Meteorologia  Clubes        
Fotos  Portugal      Tecnologia Taykwondo        
  Timor     Links Úteis Capoeira        
  S.Tomé e Príncipe       Xadrez        

© 2015 STP Digital Lda. Todos os direitos reservados. | Desenvolvimento por Albatroz Digital | Manutenção por STP Digital Lda | Termos e Política de Privacidade | Publicidade