×

Secções

Empresa

Idiomas

Economia

FMI elogia desempenho económico de São Tomé e Príncipe


O Fundo Monetário Internacional elogiou esta segunda-feira o desempenho económico de São Tomé e Príncipe. A declaração foi feita ao final da segunda avaliação no âmbito da Facilidade de Crédito Alargado, elaborada por uma equipa do FMI. O relatório teve como base discussões com autoridades do país sobre desenvolvimento e políticas económicas realizadas em setembro de 2013.

Políticas Sólidas

O documento refere que o governo de coligação, que assumiu o poder em dezembro de 2012, continua comprometido totalmente com a implementação de políticas sólidas que estão a ajudar a consolidar a estabilidade macroeconómica.

Os técnicos do Fundo Monetário Internacional disseram que de uma forma geral, o desempenho do programa tem sido satisfatório. Quase todos os critérios quantitativos foram atingidos até junho de 2013.

Segundo o FMI, é necessário mais tempo para preparar um plano para acertar os detalhes. Os técnicos disseram que o programa de política macroeconómica para 2014 reafirma o compromisso de prudência fiscal.

Pobreza

O objetivo das autoridades é atingir um déficit primário interno de 3% do Produto Interno Bruto, PIB, do país. Para atingir os objetivos fiscais e criar espaço para despesas com infraestruturas e combate à probreza, o governo vai fortalecer a arrecadação de receitas através da modernização do sistema de recolha de impostos e taxas e ao alargar a base tributável.

O FMI informou que o Banco Central aumentou a vigilância sobre o setor financeiro ao realizar inspeções nos bancos comerciais. Além disso, está a reforçar o cumprimento das regras.

O país trabalha também para fortalecer a competitividade e reduzir as vulnerabilidades externas através de melhorias no mercado e de medidas para aumentar a produtividade.

Artigo publicado na: Rádio ONU em Nova Iorque

Encontrou algum erro neste artigo? Sugerir correção