×

Secções

Empresa

Idiomas

Desporto

FSF vai introduzir novo cartão de identificação dos jogadores

Foto: Karlley Frota

Liceu Nacional foi palco da apresentação pública do novo modelo de cartão de identificação dos jogadores santomenses, apresentação pública liderada pelo Teotónio Menezes, vice-presidente da Federação Santomense de Futebol, a entidade organizadora do certame que contou com a presença vários dirigentes dos clubes desportivos, e outras figuras ligadas ao sector. Os Dirigentes dos clubes tomaram assim o primeiro contacto, com as transformações que este novo mecanismo de identificação vai trazer ao desporto, uma aposta inovadora nas ilhas tendo como principal suporte as Tecnologias de Informação e Comunicação, evitando assim as variadas anomalias registradas noutros tempo.

O Presidente da FSF, Idalécio Pachire, também marcou presença no evento, e na sua intervenção assegurou que com este novo sistema de registo e inscrição, doravante os direitos dos jogadores santomenses estão salvaguardados. «A partir de hoje todos os jogadores santomenses, que se inscreverem nos seus clubes, a Fifa conhece logo a partida, porque o sistema é automático e internacional, se for da camada jovem, tomemos como exemplo, um jogador jovem que foi inscrito pelo Reboque, se um dia ele é vendido, o Reboque terá a sua percentagem, que varia dos 10% por ai fora, variando de categorias, é igual se for no caso dos seniores» O jovem dirigente desportivo, Jasy Ramos, vice-presidente do Agro-Sport de Monte Café, que milita na 2ª divisão, louvou a iniciativa «O que estamos a ver aqui é a partir de agora, com base num CD que a federação colocará disposição dos clubes, permitindo assim fazer as inscrições online, e escusa-se dos clubes se deslocarem a federação para faze-las».

Teotónio Menezes, Vice-presidente da mesma FSF no acto da explicação de como será o funcionamento desse sistema, deixou plasmado perante os presentes que a Federação Santomense de Futebol garantiu que assumirá 50% dos cartões enquanto os clubes custearão outros 50%. Desta forma, a Federação Santomense de Futebol, começa paulatinamente aderindo às novas tecnologias de informação e comunicação ao serviço do futebol nacional.

Escrito por
Redação

Encontrou algum erro neste artigo? Sugerir correção

Comentários

Comentar