×

Secções

Empresa

Idiomas

Sociedade

“Não se trata de quanto dinheiro se tem, mas sim de deixar um legado.”- TONY ELUMELU

De 14 a 16 de Outubro, Lagos (Nigéria), acolheu a maior reunião de empreendedores africanos no Mundo. Uma reunião de periodicidade anual promovida pelo economista nigeriano, empresário e filantropo – Tony O. Elumelu.

Elumelu é o presidente da Heirs Holdings, do United Bank for Africa, da Transcorp e fundador da Fundação Tony Elumelu (TEF). Elumelu detém as honras nacionais nigerianas, o Comandante da Ordem do Níger (CON) e Membro da Ordem da República Federal (MFR). Ele foi reconhecido como uma das “pessoas mais poderosas de África em 2012” pela revista Forbes. É um líder nato que coloca paixão, capacidade de resposta, destreza e compromisso em tudo o que faz. O Fórum da TEF acolheu mais de 1.300 participantes de 54 países africanos. A reunião mais diversificada e inclusiva de empresários africanos no continente continuou a sua forte tradição de mostrar a inovação em todos os setores, incluindo agricultura, tecnologia, saúde, moda e energia/geração de energia.

Lançado em 2015, o Fórum nasceu do compromisso da Fundação Tony Elumelu de disponibilizar 100 milhões de dólares americanos para identificar, treinar, orientar e financiar 10.000 empresários africanos, ao longo de uma década, através do Programa de Empreendedorismo TEF.

Durante o seu discurso, Tony O. Elumelu falou sobre a sua crença de que um vibrante setor privado liderado por africanos é a chave para desbloquear a economia de África. “O desenvolvimento de África, que deve ser liderado pelo setor privado e guiado pelo empreendedorismo, terá nos seus pilares, jovens inovadores africanos e suas ideias transformadoras. Somente eles criarão os milhões de empregos que o continente africano precisa. O Fórum reuniu a força de desenvolvimento mais importante de África, seus jovens empreendedores que se converterão em catalisadores da libertação económica de África”, disse Elumelu.

O evento de dois dias, que envolveu painéis plenários e masterclasses, proporcionou os empreendedores do programa da TEF uma plataforma para conexão com líderes empresariais, decisores políticos e investidores.

Com foco no tema do Fórum de treino e orientação, os oradores discutiram tópicos que educaram, capacitaram e inspiraram os empreendedores e empreendedoras, abordando as principais etapas necessárias para o sucesso de um negócio.

Ficou patente o papel da Fundação de unir empresários e decisores politicos como forma de garantir que os setores público e privado trabalhem juntos para criar o melhor ambiente operacional possível para o empreendedorismo prosperar. Líderes do setor político e privado de toda a África abordaram diretamente as condições necessárias para estimular o crescimento empresarial. Membros seniores de instituições globais de desenvolvimento, incluindo Wale Ayeni da Corporação Financeira Internacional; Stephen Tio Kauma do Afrexim Bank e Andre Hue da Agência Francesa de Desenvolvimento, falaram de um novo paradigma, impulsionado pela necessidade de uma mudança do setor privado.

Dirigindo-se aos empreendedores do programa do TEF, o vice-presidente da Nigéria, o Professor Yemi Osinbajo, disse: “Esta geração de jovens fará o excepcional. Vocês são a razão pela qual a África funcionará. O comprimento e a amplitude da exibição de talentos mostraram que há realmente esperança “.

O Fórum também testemunhou múltiplas parcerias entre o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a Fundação Tony Elumelu, e entre o Banco de Desenvolvimento Bilateral Francês, Agência Francesa de Desenvolvimento e Fundação Tony Elumelu. Congratulando ambas as agências pelo empenho na promoção do empreendedorismo juvenil em África, Elumelu convidou outras pessoas e instituições de desenvolvimento a fecharem parcerias com a Fundação e expandir a escala do seu impacto. “Convocamos amigos de África a parcerias com a Fundação, para dimensionar o nosso impacto além dos mil empresários por ano. Existe oportunidade real para aproveitar o potencial de África e os nossos empreendedores oferecem uma porta de entrada para participar no sucesso económico e criar riqueza social “.

Tony Elumelu frisou ainda que “não se trata de quanto dinheiro se tem, mas sim de deixar um legado.”

Encontrou algum erro neste artigo? Sugerir correção