×

Secções

Empresa

Idiomas

Economia

Mello Xavier disse que vai “receber”a ROSEMA

Numa conferência de imprensa, em Luanda, o empresário angolano Mello Xavier, assegurou que vai receber de volta a cervejeira Rosema.

A única cervejeira de São Tomé e Príncipe – Rosema – foi adquirida pela empresa angolana Ridux do empresário Mello Xavier através de um concurso público pelo governo sãotomense nos anos 1990. E Mello Xavier afirma que a Rosema foi-lhe tomada de assalto.

Um contencioso movido em Luanda contra o empresário em 2009, por um dos seus sócios, levou a que o Tribunal Marítimo de Luanda solicitasse ao Supremo Tribunal de São Tomé e Príncipe a penhora dos bens do empresário angolano em São Tomé, que incluía a Rosema.

Segundo Melo Xavier as acções da cervejeira continuam sob sua tutela: “Que me mostrem um ofício do Tribunal de São Tomé dirigido a sociedade ROSEMA SARL dando um prazo para entregar as ações da RIDUX. Nunca fui notificado. Tanto é que tenho as acções comigo”, disse o empresário em conferência de imprensa.

O Supremo Tribunal de Angola exigiu, através de uma segunda Carta Rogatória, ao Supremo Tribunal de Justiça de São Tomé e Príncipe a entrega da cervejeira Rosema ao empresário angolano.

“Após receber a fábrica, porque vou receber, e depois as indemnizações que possam advir daí e algumas limitações de credibilidade de algumas pessoas não virem a ocupar nenhuma pasta mais naquela governação leva-me a crer que é possível fazer grandes coisas”, afirmou Mello Xavier.

Fontes: RTP África/LUSA

Encontrou algum erro neste artigo? Sugerir correção