×

Secções

Empresa

Idiomas

Educação

“Assaltar o muro da escola e danificar as fechaduras é um crime e as pessoas serão responsabilizadas” – Olinto Daio

(Imagem: Facebook Olinto Daio - Político)

O Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, Olinto Daio, disse que os estudantes responsáveis pela paralisação das aulas no ISP, um dos pólos da Universidade Pública de São Tomé e Príncipe (UPSTP),  serão responsabilizados criminalmente.

Aparecer de madrugada, assaltar o muro da escola e danificar as fechaduras é um crime e as pessoas serão responsabilizadas” – afirmou Daio, que considera as  razões da paralisação das aulas infundadas.

Recorde-se que os estudantes da UPSTP decidiram não ir às aulas por tempo indeterminado em protesto pelas condições de ensino. Exigem concessão de bolsas internas, livros científicos, internet e  água potável, dentre outras reivindicações.

Fundado em 1996, o Instituto Superior Politécnico (ISP), foi transformado em Universidade Pública de São Tomé e Príncipe  (USTP) em 2014. A universidade abarcou também a Escola de Formação de Professores e Educadores (EFOPE), o Instituto de Ciências da Saúde “Victor Sá Machado” (ICS-VSM) e o Centro de Aperfeiçoamento Técnico Agropecuário (CATAP).

Encontrou algum erro neste artigo? Sugerir correção