×

Secções

Empresa

Idiomas

Educação

Gabão terá em breve a primeira Escola Sãotomense

Foto: MECC

Foi dado mais um passo para a criação da primeira escola sãotomense no Gabão. Esta segunda-feira, o Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação fez o balanço da visita de 3 dias que fez ao país, onde será instalada a “escola piloto”.

O Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, Olinto Daio, disse em conferência de imprensa que a nova escola de São Tomé e Príncipe em Libreville arrancará já a partir de Setembro. A conferência serviu para o ministro fazer o balanço da visita que efetuou de 12 a 15 de Abril ao Gabão.

A “escola piloto” vai beneficiar crianças de famílias sãotomenses residentes no Gabão. Trata-se de um projeto educativo que já tem cerca de 17 anos, uma iniciativa da comunidade sãotomense na capital daquele país.

Foto: MECC

Olinto Daio disse que há necessidade de se satisfazer as condições das crianças sãotomenses em Libreville “por isso decidimos criar uma escola de direito próprio no Gabão para os sãotomenses” num projeto que vai envolver a embaixada de São Tomé e Príncipe no Gabão e o Ministério da Educação da República Gabonesa.

Tendo avaliado os aspetos relativos a gestão, a pedagogia e a estrutura, Olinto Daio concluiu que a “escola piloto” está em “condições precárias”, e anunciou que o governo decidiu assumir inteiramente a escola no intuito de garantir educação de qualidade para todas as crianças sãotomenses residentes no Gabão.

O ministro explicou que os professores da “escola piloto” serão seleccionados em São Tomé e enviados para o Gabão, onde colaborarão com outros que já lá se encontram.

Olinto Daio anunciou ainda incentivos financeiros e promocionais para os docentes que estiverem envolvidos neste projeto, que poderá ainda ser extensivo às comunidades sãotomenses na Guiné-Equatorial e em Angola.

Encontrou algum erro neste artigo? Sugerir correção

Comentários

Comentar