×

Secções

Empresa

Idiomas

Notícias São Tomé e Príncipe Última

Jorge Santos, ex diretor da Autoridade Conjunta STP-Nigéria foi encontrado morto

Jorge Santos (64 anos), ex diretor da Autoridade Conjunta de Exploração de Petróleo com a Nigéria na zona de comum acordo entre os dois países em Abuja, foi encontrado morto esta manhã na sua residência, em São Tomé.

Segundo Marilene, empregada doméstica, quando chegou de manhã a residência de Jorge Santos na rua Patrice Lumumba, encontrou o seu patrão na casa de banho sentado na sanita já sem vida. Jorge Santos tinha o rosto coberto de sangue e com ferimentos. Tanto a casa de banho como o quarto estavam sujos de sangue. Até ao momento a Polícia não prestou declarações.

Fontes disseram ao STP Digital que a pessoa que cometeu o homicídio, roubou a carrinha de Jorge Santos e abandonou-a numa bomba de combustível. Acrescentaram ainda que a vítima tinha acabado de vender um armazém e recebido muito dinheiro por essa transação.

 

 

Em março de 2008, o economista Jorge Santos, foi nomeado para exercer o cargo de presidente da Autoridade Conjunta, estando encarregue de administrar e gerir os recursos petrolíferos em nome dos dois Estados na base de um tratado de exploração conjunta que estabelece 60% de receitas para a Nigéria e os restantes 40% para São Tomé e Príncipe. Cargo que tinha deixado de exercer desde 2013.

Recorde-se que a Autoridade Conjunta é uma instituição criada por São Tomé e Príncipe e Nigéria para gerir os recursos existentes na sua fronteira marítima comum, composta por quatro diretores executivos. São Tomé e Príncipe tem duas direções e Nigéria outras duas.

 

Encontrou algum erro neste artigo? Sugerir correção

Comentários

Comentar
error: Content is protected !!