×

Secções

Empresa

Idiomas

CPLP Desporto São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe “preparadíssimo” para os XI Jogos da CPLP

(Imagem: Reprodução Popody Mpouo)

O evento que decorre de 21 a 28 de Julho destina-se a jovens do grupo etário abaixo dos 16 anos.

A vila olímpica já está montada, os atletas confiantes e familiarizados uns com os outros e os preparativos para os XI Jogos da CPLP concluídos, portanto “já não tem como voltarmos atrás” palavras do Jozino da Veiga o Director do Instituto da Juventude.

(Imagem: Reprodução Popody Mpouo)

 

 “A abertura oficial dos jogos  e as competições vão estar aberta para todos os amantes do desporto e para aqueles que querem testemunhar a confraternização entre os países irmãos” disse.

São jovens atletas de várias modalidades que vão celebrar o desporto, que vão comemorar a língua portuguesa e que vão conviver durante uma semana competindo naturalmente, mas sobretudo aproximando e estreitando laços dos países irmãos que constituem esta comunidade.

A missão integrar por volta de oitenta (80) elementos na modalidade de atletismo, atletismo adaptado, basquetebol 3 por 3, futebol, taekwondo e voleibol praia.

“No Liceu Nacional estão hospedados toda a delegação dos países irmãos, incluindo os nossos atletas como forma de promover o intercâmbio entre eles no sentido de nós realmente fazermos as coisas acontecerem, fazer os XI Jogos da CPLP serem os melhores” sublinhou.

Para muitos desses jovens é um orgulho estar em São Tomé e Príncipe para participar dos jogos da CPLP e a competição representa uma experiência única de modo que poderão conviver com outros jovens dos nove países da comunidade.

Existe uma forte aposta dos governos no geral na promoção e no investimento na área do desporto, com grandes financiamentos nas federações, acima de tudo também permitindo que haja a participação em massa das suas selecções nos jogos da CPLP.

No que toca São Tomé e príncipe o Director do Instituto da Juventude enfatiza a importância dos jogos para o país.

“É importante frisar que os jogos não são do Ministério da Juventude e Desporto, não são da Direcção do Instituto da Juventude, os jogos são de São Tomé e Príncipe. É de todos. O que nós queremos realmente é de marcar a diferença tanto é que nos nossos campos existirá pessoas a assistirem os jogos e dar força a nossa selecção”.

Para além dos esforços do governo, Jozino abordou também a importância do voluntariado como forma de todos fazerem parte deste evento.

 “Os jogos estão divididos em várias subcomissões, eu enquanto o Director do Instituto da Juventude sou responsável pela comissão do voluntariado e a animação e agradeço desde já todos os voluntários que estão a dar a sua contribuição, com o intuito de fazer as coisas acontecerem. E nós temos a subcomissão de segurança, a subcomissão de alimentação e subcomissão de saúde”.

  

Esta participação dos países da língua portuguesa nos jogos da CPLP constitui uma oportunidade para esses jovens representarem os seus países e de se afirmarem a nível internacional e mostrarem o valor dos seus respectivos países.

Os XI Jogos da CPLP servirão também para mostrar a importância da mobilidade dos cidadãos entre os países da comunidade no processo da integração do espaço da CPLP. Sendo que uma das grandes bandeiras que esses jovens irão mostrar é o trabalho em conjunto da comunidade no quadro da CPLP para que este espaço seja um espaço de cidadãos, da cultura e dos desporto.

 

“Em termos de segurança e boa convivência a comissão de segurança trabalhou no sentido de o Estádio Nacional 12 de Julho abarcar apenas uma lotação máxima de três (3) mil pessoas, portanto, estamos na fase de distribuir os ingressos a comunicação social, instituições juntamente com os nossas parceiros que é a CST e a Rádio Nacional no sentido de nós termos as pessoas contabilizadas, apesar que o jogo terá a transmissão directa pela nossa televisão e haverá também um projecção directamente da Roulote R7, mas estar de perto é outra coisa e por este motivo que temos 3 mil pulseiras para distribuir de forma gratuita. Portanto, quanto ao público em geral, as primeiras pessoas que chegarão ao estádio amanha terão as pulseiras até a lotação”.

Angola, Cabo Verde, Moçambique, Portugal, Timor Leste já se encontram em São Tomé e Guiné-bissau, Guiné Equatorial e Brasil ainda não chegaram. Entretanto, a delegação brasileira tem a chegada prevista para este domingo com a excepção do Guiné-bissau e Guiné Equatorial que ainda não apresentaram o plano de voo.

O futebol e o atletismo serão no Estádio nacional 12 de Julho, Voleibol de praia na Praia PM, o taekwondo na escola secundária Maria Manuela Margarido na trindade e o basquetebol no Parque Popular.

Mascote do XI Jogos Desportivos da CPLP – São Tomé e Príncipe

Portanto, como frisou o Director do Instituto da Juventude “de acordo a gosto de cada um, as pessoas poderão assistir o jogo que mais lhes convém. Porque os jogos serão em simultâneo e muitos não vão poder estar ao mesmo tempo em todos os lugares” rematou.

 

Encontrou algum erro neste artigo? Sugerir correção