Ambiente

Direcção das Florestas e da Biodiversidade realiza Feira da Biodiversidade na Escola Secundária Sum Mé-Chinhô

A Direcção das Florestas e da Biodiversidade realizou no passado dia 25 de Março de uma Feira da Biodiversidade na Escola Secundária Sum Mé-Chinhô. O objectivo desta actividade foi envolver os mais novos na Gestão Sustentável dos Ecossistemas Florestais e Paisagísticos em São Tomé e Príncipe.

O evento contou com a participação do Programa Nacional de Nutrição (PNN), ONG Alisei, as ONGs Birdlife-STP e OIKOS, o Director da Escola Secundária, professores e alunos.

Foram expostos no auditório da escola diversos produtos tais como cartazes de informação, mudas de essências florestais e frutícolas, equipamentos de medição de inventários florestais, Produtos Florestais Não Lenhosos (PNFL) que foram transformados em consumíveis, tais como, bana seca, farinha de fruta, etc.., exibidos como forma de ensinar aos alunos que a floresta é muito mais de que árvores e que se pode extrair outros produtos da dela sem a destruir ou abater árvores.

O engajamento entre os alunos e os técnicos presentes na Feira foi o ápice da actividade. Entre as várias curiosidades sobre a Floresta e a Biodiversidade tão necessária ao equilíbrio do nosso planeta, os técnicos sentiram-se animados com a atenção dos alunos que, por variadas vezes, colocaram questões, procurando aprofundar os seus incipientes conhecimentos.

“Esta actividade é importante porque através dela podemos aprender mais sobre a Biodiversiade de São Tomé e Príncipe e como podemos proteger a nossa floresta” _ disse Jerisa (aluna da 9ª classe).

Os alunos também tiveram contacto com algumas mudas de essências florestais e frutícolas, e aprenderam sobre as diversas espécies de plantas e os seus benefícios para a saúde das florestas e de toda a população.

O Director da Escola Secundária Sum Mé-Chinhô, Alvino Santos, mostrou-se surpreso com a grande aderência dos alunos à Feira e satisfeito com o resultado desta.

“Esta Feira vem ao encontro da nossa realidade. O distrito de Lobata, por exemplo, sofre muito com a questão de abate indiscriminado de árvores, por isso é importante alertar e informar sobre a importância da Floresta” _ salientou Alvino Santos.

Os professores que estiveram presentes testemunharam o quão interessante foram aquelas exposições, que incidiram sobre assuntos do quotidiano e que interessaram de sobremaneira àquele grupo de alunos.

A Feira da Biodiversidade está inserida na campanha “Non Sa Obô” da Direcção das Florestas e da Biodiversidade, no âmbito do Projecto Energia, e é financiada pelo PNUD e GEF.

Sobre o Autor

Akaisa Borges

Akaisa Borges, é uma jovem versátil de espirito aventureiro, licenciada em Gestão de Empresas pela University of International Business and Economics (UIBE), Beijing, China. Actualmente é assistente de comunicação de marketing na empresa Tela Digital Media Group, apaixonada por arte, cultura e marketing. Ela acredita na lei da atração e está em constante busca por novos desafios.

error: O conteúdo está protegido!!