Ambiente S. Tomé e Príncipe Sociedade

Gestão florestal: Como preservar e proteger as florestas?

São Tomé e Príncipe está repleto, de norte a sul, de florestas e matos. Todavia, o país enfrenta o desafio de fazer uma gestão sustentável das florestas.

Segundo o Diretor das Florestas e Biodiversidade (DFB), João D’Alva, “a situação das florestas em São Tomé e Príncipe é delicada, visto que uma série de fatores têm colocado alguma pressão sobre estas. Em consequência, verifica-se que há uma degradação acentuada e uma redução da área da floresta primária”.

Imagem: Reprodução Facebook @florestaSTP
Imagem: Reprodução Facebook @florestaSTP

 

Dizem que as florestas e matos são os pulmões do planeta. De acordo a Greenpeace, ao longo dos últimos anos, cerca de 80% das florestas mundiais foi destruída ou irremediavelmente comprometida. Estes números são particularmente preocupantes se tivermos em conta que a destruição das florestas é responsável por cerca de 20% das emissões de dióxido de carbono.

Assim sendo, conservar uma floresta é conservar todas as formas de vida – a nossa e de toda biodiversidade. É proteger também o conhecimento e a história de um lugar, a sua paisagem. Ao mesmo tempo, contribuir para a formação emocional, física e intelectual de novas gerações, promovendo a relação das pessoas com a natureza. Proteger as florestas é, portanto, urgente e é um dever de todos, que começa com pequenos gestos.

Campanha “Non Sa Obô” – Somos Floresta

No intuito de sensibilizar e alertar os santomenses para o fato das florestas não serem inesgotáveis e de estarem em extinção acelerada, a DFB lançou em junho deste ano a campanha “NON SA OBÔ”, com o slogan “Guarda a Floresta, Proteje o Futuro!”

Essa necessidade de zelar pela vida terrestre é um dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas (ONU). O ODS-15 – Vida Terrestre indica, sucintamente, que todos precisam proteger, recuperar, promover e deter a perda da biodiversidade.

Sabia que ao longo da sua existência, uma única árvore tem a capacidade de retirar da atmosfera cerca de uma tonelada de dióxido de carbono?  Razão mais do que suficiente para percebermos a necessidade de preservar estes “filtros naturais” e impedir a desflorestação.

Para abraçar esta campanha poderá seguir as hashtags: #nonsaobo #somosfloresta e partilhar os posts da página oficial do Facebook da Direção das Florestas e Biodiversidade.

Imagem: Reprodução Facebook @florestaSTP
Imagem: Reprodução Facebook @florestaSTP

O STP Digital deixa algumas dicas do que também pode fazer no seu dia a dia:

Evite imprimir

Quanto menos imprimir menos papel gastará e, portanto, menos árvores terão de ser abatidas para a produção da pasta de papel.

Maximize as folhas de rascunho e os cadernos

Se precisar mesmo de imprimir ou de utilizar cadernos, garanta que os usa na totalidade: todas as páginas e de ambos os lados.

Troque para lenços de pano em vez de papel

Os nossos avós andavam sempre com um lenço de pano no bolso, muitas vezes com as iniciais bordadas. O hábito perdeu-se, mas devia ser recuperado, e assim evitaríamos gasto desnecessário de papel.

Use fraldas reutilizáveis

Os nossos antepassados usavam fraldas de pano, mas o que estamos a sugerir são versões mais modernas! Atualmente existem já no mercado fraldas reutilizáveis – e práticas! – que garantem que o seu bebé vai andar limpo, confortável e sem assaduras, ao mesmo tempo que protege o planeta.

Elimine pensos e tampões

Opte por soluções alternativas, como o copo menstrual ou as cuecas para menstruação. Não só vai poupar as árvores como a sua carteira.

Reutilize embalagens

Recebeu uma encomenda em casa e vai deitar fora a caixa de cartão? Já pensou que pode ser útil para outras funções? Seja para guardar coisas em casa ou até para servir para brincadeiras dos mais pequenos, nunca deite nada fora sem pensar se não lhe pode encontrar uma nova vida.

Recupere móveis

Sabe aquele aparador antigo da sua avó, do qual gosta muito mas onde o tempo já deixou as suas marcas? Não o deite fora. Procure soluções para o recuperar. Vai estar a poupar a floresta e a celebrar a memória.

Cuide das florestas

Não realize abates ilegais ou queimadas não controladas, que podem transformar-se em incêndios que colocam em risco as florestas. Siga as regras definidas pelo Governo, obtenha a sua autorização para cortar árvores na Direção das Florestas e Biodiversidade.

Preserve a biodiversidade

Não realize caça ilegal, que pode levar à extinção de espécies.

Apoie associações de proteção das florestas

Uma cidadania ativa é fundamental para proteger o nosso planeta. Seja embaixador das boas práticas – às vezes, uma conversa é suficiente para partilhar conhecimento e boas práticas – e procure associações que precisam de voluntários. Vai sentir que efetivamente está a fazer a diferença e a deixar uma marca positiva no planeta.

Plante uma árvore

Tenha um filho, escreva um livro e plante uma árvore, já dizia o ditado. A reflorestação é uma das formas de combater as alterações climáticas, já que as árvores absorvem dióxido de carbono.

Adote estes e outros hábitos mais sustentáveis e ajude na preservação das florestas.

Sobre o Autor

Katya Aragão

Licenciada em Ciências da Comunicação e Cultura – Comunicação e Jornalismo pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Lisboa, Portugal), atualmente é jornalista de profissão, curiosa por natureza e produtora por paixão. Gosta de aprender sobre tudo o que a rodeia, é uma leitora-em-série, acredita no poder dos sonhos e das grandes ideias. É editora chefe do STPDigital.net, organizadora do TEDxSãoTomé, activista na ONG Galo Cantá, da qual foi fundadora e presidente.

error: O conteúdo está protegido!!