S. Tomé e Príncipe Sociedade

“Quando comecei a trabalhar com mulheres sentia muito preconceito”: afirma jovem que vem revolucionando o conceito de barbearia em São Tomé e Príncipe

Em São Tomé e Príncipe, nem todas as barbearias atendem mulheres, mas há um ponto em comum entre as que as atendem: oferecem apenas cortes masculinos. Nada de tratamentos capilares, coloração, e muito menos definições de cachos.

Já para Jorcilino Neves Roseira, ou JONAS (como é localmente conhecido), a estória é outra. Este jovem barbeiro, de apenas 23 anos, além da excelência nos cortes, também domina a arte de cuidados com cabelos crespos, dos mais curtos aos mais volumosos.

Em entrevista ao STP Digital, Jonas conta-nos como resolveu inovar dentro da sua barbearia e como encarara os desafios que vão surgindo pela frente. Confira a entrevista.

STP Digital  QUEM É JONAS?

JONAS  Eu chamo-me Jorcilino Neves Roseira, mas todos me conhecem hoje como “Jonas”, tenho 23 anos, moro em Caminho Novo onde passei toda a minha infância e tive muitas experiências de trabalho e de vida.

Eu estudei até o 12º ano, mas comecei a trabalhar desde os 9 anos. Ajudava a minha mãe a vender na loja dela, uma pequena quitanda que vendia géneros alimentícios, e em 2013, quando completei 13 anos, comecei o meu primeiro negócio – uma casa de jogos de PS2. Quando trabalhava com a minha mãe, já arrumava algum dinheiro que ela me dava para lanche na escola com esse objetivo, de comprar um PS2 para abrir o meu negócio. O espaço era mesmo em minha casa, e iam lá os meninos da minha zona durante os períodos de férias escolares para jogar.

STP Digital  COMO SURGIU A PAIXÃO POR BARBEARIA?

JONAS – Sempre fui uma pessoa muito curiosa, e quando ia cortar o meu cabelo observava como é que os barbeiros faziam e como eles cortavam o cabelo dos clientes. Como já tinha em casa a máquina do meu pai que ninguém usava, então pedi ao meu irmão mais velho que na altura ainda morava aqui, e foi assim que comecei a cortar cabelo de alguns vizinhos na casa dos meus primos. Depois fui estudando e me aprofundando mais sobre esses tópicos e outros. E com o dinheiro que fui arrumando do negócio do PS2 e mais algum que também consegui de outros trabalhos, investi para montar a minha barbearia.

Quando comecei, comecei sozinho e o meu irmão ia lá ajudar de vez em quando.

E naquela época atendia apenas homens.

Em 2017 comecei a montar um novo espaço para a barbearia. Mas tive de fazer uma pausa para arrumar mais dinheiro e só em 2018 consegui finalizar o espaço que depois inaugurei em 5 de Janeiro de 2019, como a Barbearia “JONAS MODA”.

Comecei o trabalho nesse espaço com apenas dois assentos para os clientes. À medida que o negócio foi progredindo, conseguimos aumentar os assentos, o número de colaboradores e a quantidade de máquinas.

Eu montei o meu negócio com o propósito de ter uma validação daquilo que estava a fazer, e assim ter certeza de que estou no caminho certo.

STP Digital O QUE TE LEVOU A ABRIR AS PORTAS AO PÚBLICO FEMININO?

JONAS – Os barbeiros aqui em São Tomé são muito fechados ao crescimento, têm medo de crescer, e assim não percebem que o mundo está a evoluir. Mas se você quer ter mais oportunidades e crescer, você tem de começar a pesquisar muito, e foi o que eu comecei a fazer.

Para aumentar o meu nível de capacitação dentro de um mercado que é muito vasto, em 2020, comecei a estudar Fundamentos da Barbearia, Fundamentos de Salões de Beleza, Estética e Cabelos Crespos, e foi assim que começou o meu direcionamento para clientes femininas.

Com esses conhecimentos descobri que a barbearia não serve apenas para cortar cabelos, descobri que podia trazer outros negócios para dentro da barbearia.

Hoje já faço de tudo, desde cortes a pinturas, finalizações, cachos, hidratação, reconstrução, unhas e sobrancelhas.

STP Digital COMO FOI A REAÇÃO DO PÚBLICO?

JONAS – Quando comecei a trabalhar com mulheres sentia muito preconceito por parte de algumas pessoas, principalmente outros homens. Eles diziam coisas do tipo: “ah, você está a trabalhar com mulher” (..) “você é mulher-homem mesmo!”(..)

Duvidam da tua sexualidade simplesmente pelo facto de ser um homem a prestar um serviço que é direcionado ao público feminino.

Mas não me limitei ao que essas pessoas diziam, e continuei a trabalhar, estudar e a mostrar que sei fazer um trabalho com qualidade. Hoje, essas pessoas já me vêm com outros olhos.

E os feedbacks que tenho recebido das minhas clientes têm sido muito positivos. Por vezes, vêm cá pessoas que foram indicadas por outras clientes. E eu tento sempre fazer o melhor para que elas continuem a vir.

STP Digital QUAL TEM SIDO O MAIOR DESAFIO DE EMPREENDER NESTE RAMO?

O maior desafio tem sido a aquisição de produtos de qualidade para oferecer um bom serviço aos nossos clientes. Alguns produtos que uso, não se encontra aqui, por isso tenho de importar, e outros são muito caros, mas tentando negociar e por vezes consigo alguns preços razoáveis.

STP Digital O QUE TE MOTIVA A CONTINUAR?

JONAS O meu passado me motiva a seguir em frente e continuar a crescer. E também tenho o apoio da minha família que está comigo a 100% em tudo o que faço e me dão muitos conselhos.

“Não pretendo voltar pra onde saí”.

STP Digital TRABALHAS SOZINHO?

JONAS – Não. Hoje trabalho com uma equipa de 4 pessoas: os meus primos, Tânia Tavares e Dalton Carvalho, o meu irmão mais novo, Jonathan e o meu amigo, Danilson.

São pessoas que já terminaram o ensino secundário e decidiram se juntar a mim para ganhar alguma experiência no mundo dos negócios antes de entrar para uma universidade.

STP Digital COMO E ONDE TE VÊS FUTURAMENTE?

JONAS – O futuro é incerto. Mas eu me vejo criando oportunidades para ter um futuro promissor.

_______________________

 

Com a sua força de vontade e determinação, Jonas serve de inspiração e é a prova viva do quão é importante acreditar em si mesmo, independentemente do que a sociedade nos “tenta ditar”.

A Barbearia JONAS MODA encontra-se atualmente localizada em Caminho Novo (em frente à entrada da cachoeira), à 250 metros de Bombom.

 

 

Sobre o Autor

Akaisa Borges

Akaisa Borges, é uma jovem versátil de espirito aventureiro, licenciada em Gestão de Empresas pela University of International Business and Economics (UIBE), Beijing, China. Actualmente é assistente de comunicação de marketing na empresa Tela Digital Media Group, apaixonada por arte, cultura e marketing. Ela acredita na lei da atração e está em constante busca por novos desafios.

error: O conteúdo está protegido!!