Cultura Mundo

Conceição Lima vence concurso internacional de poemas

Conceição Lima. Imagem: Reprodução Lusofonia Poética.

A poetisa santomense, Conceição Lima, é uma das vencedoras do terceiro Concurso de Poemas em Tradução. O concurso reuniu 606 poemas de 327 poetas e 79 países, traduzidos de 61 línguas.

A tradução do poema “Afroinsularidade”, de Conceição Lima, por Shook foi aclamada pelo júri do concurso. “Esta tradução premiada assombra. Na veia de um texto paracolonial, o poema examina os espetros de uma mercadoria humana racializada e o seu rescaldo ecológico. Como se magia ou conjurar, a “afroinsularidade” lança-se com insinuações de fantasmas e termina numa colónia de santos. A leitura de cada linha habilmente interpretada impulsiona o leitor a confrontar-se belamente com as formas como a terra detém as histórias que a história tenta colonizar, e como a terra vai sair da verdade até ao longo descanso enterrado”.

Conceição Lima entre os vencedores do concurso. Imagem: Reprodução: WordsWithout Borders.

Conceição Lima nasceu em Santana, na ilha de São Tomé, em 1961. Estudou jornalismo em Portugal. Em São Tomé e Príncipe trabalhou e exerceu cargos de direção na rádio, televisão e na imprensa escrita. É licenciada em Estudos Afro-Portugueses e Brasileiros pelo King’s College de Londres e mestre em Estudos Africanos, com especialização em Governos e Políticas em África, pela School of Oriental and African Studies (SOAS), de Londres. Foi durante vários anos jornalista e produtora dos Serviços de Língua Portuguesa da BBC. Atualmente é jornalista da TVS, Televisão São-Tomense. Tem poemas dispersos em jornais, revistas e antologias de vários países. É autora de obras como: “O Útero da Casa” e “A Dolorosa Raiz do Micondó”.

Lauri García Dueñas de Salvador é a outra vencedora, sendo que o seu poema “0” foi  traduzido por Olivia Lott. Os poemas vencedores serão publicados em Words Without Borders e em POETS.org’s no dia 25 de Setembro, e no dia 2 de Outubro.

A notícia foi divulgada por Words Without Borders, que disse que “ao celebrarmos estas obras, continuamos a nossa missão de expandir o público de poesia internacional inovadora e de criar, numa época de crise global, oportunidades de ligação e significado além-fronteiras, línguas e culturas.”

Sobre o Autor

Katya Aragão

Licenciada em Ciências da Comunicação e Cultura – Comunicação e Jornalismo pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (Lisboa, Portugal), atualmente é jornalista de profissão, curiosa por natureza e produtora por paixão. Gosta de aprender sobre tudo o que a rodeia, é uma leitora-em-série, acredita no poder dos sonhos e das grandes ideias. É editora chefe do STPDigital.net, organizadora do TEDxSãoTomé, activista na ONG Galo Cantá, da qual foi fundadora e presidente.

error: O conteúdo está protegido!!