África Mundo Tecnologia

Cimeira EUA-África: Joe Biden apresenta investimentos para África

O Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Joe Biden, apresentou , quarta-feira (14), em Washington, a nova estratégia do seu país para o relançamento da cooperação económica, comercial e diplomática com África.

Ao intervir no Fórum de Negócios, que marcou o ponto alto do segundo dia da Cimeira de Líderes EUA-África, que encerra nesta quinta-feira (15), o presidente norte-americano indicou as áreas prioritárias para os novos investimentos no continente, e destacou a importância da parceria estratégica com os africanos.

Joe Biden falou aos seus homólogos sobre os recursos disponíveis e necessários para apoiar projetos em África, particularmente nos setores da agricultura, saúde, energia e águas, das alterações climáticas, do empreendedorismo e das telecomunicações.

Conforme Biden, os EUA mobilizaram, de forma colectiva, 600 biliões de dólares para investir nos próximos cinco anos, sublinhando que, para a África Subsariana, está destinado um investimento de 100 milhões de dólares para aumentar o acesso à energia limpa.

De acordo com o Presidente norte-americano, 370 milhões de dólares serão investidos em novos projectos, dos quais 20 milhões para financiar a produção e compra de fertilizantes.

Adiantou que outros 10 milhões serão disponibilizados para apoiar pequenas e médias empresas, e melhorar o acesso à água potável.

Em relação à inovação e ao empreendedorismo em África, o Presidente Biden disse que o seu país pretende investir pelo menos 350 milhões de dólares, para assegurar o processo de transformação digital.

Anunciou, por outro lado, que o Sisco Systems e a Saubastian, uma pequena empresa da diáspora, reservaram 800 milhões de dólares para novos contratos com países africanos.

Segundo o anfitrião da Cimeira de Líderes EUA-África, a multinacional Visa dispõe de um bilião de dólares para expandir as suas operações em África, inclusive mais serviços de telemóveis para empresas pequenas e de médio porte, nos próximos cinco anos.

Já a GE Extended Bank fornecerá 80 milhões de dólares para melhorar os serviços de saúde e o acesso a equipamentos clínicos de primeira linha.

Em termos concretos, o Presidente norte-americano afirmou que o seu país estima investir 15 mil milhões de dólares em novos negócios, para melhorar a vida dos africanos, investimentos de longo prazo, que, do seu ponto de vista, trarão benefícios às populações locais.

Em termos concretos, o Presidente norte-americano afirmou que o seu país estima investir 15 mil milhões de dólares em novos negócios, para melhorar a vida dos africanos, investimentos de longo prazo, que, do seu ponto de vista, trarão benefícios às populações locais.

Benin e Níger assinam acordo regional

Entretanto, o segundo dia da Cimeira de Líderes EUA-África ficou, igualmente, marcado pela assinatura de um acordo regional entre o Benin e o Níger, “apadrinhado” por empresas dos EUA.

Trata-se do primeiro programa regional da Millennium Challenge Corporation (MCC), virado para o setor dos transportes, com um investimento global de 504 milhões de dólares.

O Pacto de Transporte Regional Benin-Niger foi concebido para reduzir os custos de transporte ao longo do corredor entre o Porto de Cotonou, no Benin, e a capital do Níger, Niamey.

Para tal, a MCC investirá 202 milhões no Benin e 302 milhões no Níger, sendo que cada um desses investimentos será apoiado por contribuições de 15 milhões dos governos de Benin e Níger.

Estima-se que o investimento beneficie quase 1,2 milhão de pessoas.

Por: África 21 Digital

Sobre o Autor

Redação

Diário Digital generalista, que prima pelo jornalismo exigente e de qualidade, orientado por critérios de rigor, isenção e criatividade editorial. Acreditamos que a existência de uma opinião pública informada, activa e interveniente é condição fundamental da democracia.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error: O conteúdo está protegido!!