Sociedade

Como será o Natal 2021 em São Tomé e Príncipe?

Natal

O Natal em São Tomé e Príncipe é um dia de encontro entre os familiares, muita festa e troca de presentes. É um dia em que as famílias se reúnem em casa de um dos familiares, e juntos partilham da mesma refeição. São iguarias típicas do país, como: calulu, blá-blá, lussua, quizacá, azagoa, izaquente, búzio acompanhado com banana ou fruta-pão, sonhos de banana, arroz doce, bolo de banana, cerveja, vinho de palma e sumos.

Também, dependendo da condição financeira de cada família, decoram a Árvore de Natal. Uma das tradições desta época é, o padrinho ou a madrinha, oferecer um presente ao seu afilhado.Outra tradição é o concurso de presépios elaborados com diversos materiais, tais como: tronco de bananeira, folha de fiá gleza, figuras de barro e outros.

Os católicos santomenses têm como tradição a ida à missa do Galo, que termina à meia-noite e voltam para casa para festejar o nascimento do menino Jesus.

Essas celebrações, que acontecem há mais de 1.600 anos, são marcadas fortemente por trocas de presentes, muita festa e convívio familiar, o que é bem patente no mundo e na sociedade santomense.

Os vestígios da pandemia ainda se fazem sentir, sobretudo em épocas como esta.  Erikson Abreu trabalha como segurança e conta que este ano o seu Natal será bem diferente ao contrário dos anos anteriores. Devido a pandemia viu os seus planos frustrados e, portanto, teve que aprender a dar volta por cima.

Para não deixar de comemorar a data teve de fazer cortes na lista de compras.

“Esse Natal, não teremos trocas de prendas na família por causa de muita ausência financeira. Sempre concentrávamos em casa de um familiar para comemoramos. Cada um irá passar na sua casa com os seus filhos, coisa que nunca aconteceu. No dia 24 estarei no serviço e só regressarei no dia 25, depois irei a igreja. Depois volto para casa para conviver com os meus aqui e dormir porque no dia 26 estarei de serviço novamente até dia 27 e Natal acabou.” – disse Erikson Abreu.

Além do lado financeiro, a forma de comemorar o Natal em São Tomé e Príncipe varia de família para família. Os mais religiosos procuram celebrar o Natal que realce o nascimento de Cristo, proporcionar a união das famílias e a partilha do pão.

Segundo Vanea Vicente, professora do Ensino Secundário, os santomenses menos religiosos gastam aquilo que não têm.

“Ficam mais preocupados com comer e beber, e com o tal de amigo secreto. Resumindo uns procuram viver o Natal, nascimento de Cristo, e outros estão mais ligados aos bens materiais.” – disse a professora.

Existem ainda outros que veem o dia 25 de dezembro, como é o seu caso, como um dia normal. “Não há nada de especial no dia de Natal.” – acrescentou ela.

Há também pessoas positivas que esperam o tão aguardado dia, uma vez que no ano passado não houve festas devido a situação atual. É com esse otimismo que a estudante universitária Nelma encara o Natal.

“Creio que o Natal irá passar muito bem para todas as pessoas visto que no ano passado por causa da pandemia muitas famílias não conseguiram comemorar. Está tudo acumulado para este ano”. – disse a estudante.

Quer comemorem por causa da simbologia do dia, quer não, a verdade é que esse dia proporciona união e felicidade para muitas famílias santomenses.

Boas Festas!

Sobre o Autor

Redação

Diário Digital generalista, que prima pelo jornalismo exigente e de qualidade, orientado por critérios de rigor, isenção e criatividade editorial. Acreditamos que a existência de uma opinião pública informada, activa e interveniente é condição fundamental da democracia.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error: O conteúdo está protegido!!