Política

Força Aérea Portuguesa inicia missão em São Tomé e Príncipe

Força Aérea Portuguesa

O governo anunciou hoje que uma aeronave P-3 C, da Força Aérea Portuguesa, com 37 militares, aterrou no dia 11 de julho do corrente ano, em São Tomé e Príncipe para uma missão de cooperação.

De acordo a informação avançada através das redes sociais do governo, o objetivo é desempenhar missões aéreas no âmbito da Cooperação Bilateral, também do Programa “AMLEP – Africa Maritime Law Enforcement Partnership” (Parceria  Africana para a Aplicação da Lei Marítima).

A Parceria Africana para a Aplicação da Lei Marítima é um programa com cinco fases para permitir que as nações parceiras africanas desenvolvam capacidades de segurança marítima e melhorem a gestão do seu ambiente marítimo através de operações de aplicação da lei marítimas combinadas no mundo real.

Uma parceria que visa contribuir para a fiscalização da Zona Económica Exclusiva do nosso país, no âmbito do acordo de cooperação entre os dois países no domínio da fiscalização de espaços marítimos.

Esta missão, com um máximo de 70 horas de voo, das quais 27 serão realizadas em São Tomé e Príncipe, pretende contribuir para o esforço internacional em matéria de segurança marítima no Golfo da Guiné.
O destacamento irá operar a partir do Aeroporto Nuno Xavier, em São Tomé, até ao dia 21 deste mês.

Sobre o Autor

Redação

Diário digital generalista, que prima pelo jornalismo exigente e de qualidade, orientado por critérios de rigor, isenção e criatividade editorial. Acreditamos que a existência de uma opinião pública informada, activa e interveniente é condição fundamental da democracia.

error: O conteúdo está protegido!!