Sociedade

7ª Edição do Chá de Beleza Afro está a chegar

O Chá de Beleza Afro (CBA), plataforma de conexão focada em mulheres negras, que visa fomentar o afroempreendedorismo, terá a sua 7ª edição no dia 3 de Junho de 2023, em Lisboa. O evento será presencial, das 14h00 às 21h00, e este ano o tema escolhido foi “A Coragem de Arriscar”.

A fundadora do Chá de Beleza Afro, a santomense Neusa Sousa, garante que nesta edição o evento terá grandes novidades.

A eleição do tema “A Coragem de Arriscar”, deve-se ao fato da empreendedora Neusa Sousa ter decidido arriscar em investir 100% no Chá de Beleza Afro. Tal como nos anos anteriores, a escolha dos temas é algo muito pessoal para a fundadora, que confessou ao STP Digital que seleciona tópicos muito presentes na sua vida.

“Nos outros anos eu tinha outros trabalhos a full time. Nesse momento estou 100% dedicada ao Chá de Beleza Afro. E, para estar 100% dedicada ao Chá de Beleza Afro precisei de arriscar, abdicar de alguns privilégios que eu tinha enquanto trabalhadora por conta de outrem”, disse Neusa Sousa.

Segundo a fundadora do CBA, o evento representa a coragem de sair da nossa zona de conforto.

“Para os convidados e presentes, essa coragem poderá ser em diferentes vertentes. Por exemplo, a coragem de arriscar ir no evento e aprender, de abdicar da segurança do seu trabalho e ir atrás dos seus sonhos, para abrir um negócio, para empreender em Portugal, entre outros.” – adicionou a empreendedora social.

O CBA é um evento genuinamente inclusivo e representativo, onde todos têm lugar independentemente das habilitações literárias ou das profissões que cada um exerce. Neusa Sousa partilhou com o STP Digital algumas das novidades desta edição que se avizinha.

“A primeira grande novidade é o espaço. Sempre fizemos o evento em espaços interiores, mas desta vez, o evento será realizado no jardim do Palácio Baldaya”.

O evento contará com a presença de oradores de diversas áreas: política, empreendedorismo, negócios,  social,  dentre outras. O painel será rico em debate,  em ação empoderada para a mulher africana e afrodescendente, e para todos os que se interessem sobre empreendedorismo, inclusão e humanismo.

“Todos os anos nós tentamos trazer novidades, trazer bons convidados, ensinar as pessoas a fazer o networking, e mostrar-lhes a importância do networking… Vamos tentar proporcionar aos convidados o melhor evento de sempre.”

Outra grande novidade é que as pessoas têm a possibilidade de terem bancas no evento para divulgarem a sua marca, serviço ou produto.

O CBA conta também com momentos de animação cultural, que incluem música ao vivo e outras performances artísticas.

As expetativas em relação a 7ª edição do Chá mais famoso da lusofonia são altas. Segundo Neusa Sousa, toda a equipa Chá de Beleza Afro tem estado a trabalhar para poder proporcionar aos participantes e aos convidados um momento único, de muita aprendizagem, de inspiração e networking.

 “Este ano, vamos voltar a ter prémio mérito, vamos homenagear mais uma mulher nesta edição, e teremos como cabeça de cartaz a Ex. Ministra da Justiça Francisca Van Dunem.” – anunciou a criadora do CBA.

O painel de oradoras desta 7ª edição, inclui mulheres de diferentes áreas de atuação, que se têm destacado nas mais diversas áreas da sociedade e na defesa e promoção das mulheres africanas e afrodescendentes. Algumas das apresentações que subirão ao palco CBA 2023 são: – Coragem: inata e construída

– A jornada da mulher no empreendedorismo

– O poder da coragem para o Networking

– O primeiro NÃO, te paralisou?

“As pessoas podem esperar uma tarde única e inesquecível de capacitação, de networking, de aprendizagem, de cooperação, de irmandade e de muitos sorrisos”, concluiu Neusa Sousa.

“Seja uma mulher que levanta outra mulher”, “Vais querer o teu chá, com ou sem açúcar?”, “Inspirar e ser fonte de inspiração” e “Junta-te ao Chá de Beleza Afro e sê AfroPower!”, são os slogans do evento.

Sobre o Autor

Jaquilza Gomes

Jaquilza Gomes é licenciada em Língua Portuguesa pela Universidade de São Tomé e Príncipe (FCT/USTP). Participou na criação da obra conjunta “Ilhas de Palavras”. Nas horas livres dedica-se ao desenho, escrita, poesia, contos e reciclagem.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error: O conteúdo está protegido!!