Ambiente

Consolidação da fileira de coco em São Tomé e Príncipe a caminhar a passos largos

Fileira de Coco
© PAFAE
Apesar do potencial da fileira de coco, importa investir, de forma semelhante ao processo realizado nas fileiras de cacau, café e pimenta, na organização dos produtores e coletores através da criação de associações que possam representar um intermediário formal e fiável entre os produtores e o comprador.

Neste sentido, foram já criadas, com o apoio dos técnicos de associativismo e cooperativismo do Projeto de Apoio às Fileiras Agrícolas de Exportação de São Tomé e Príncipe (PAFAE), cinco associações de produtores de coco da zona sul de São Tomé, nas comunidades de Fraternidade, Dona Augusta, Malanza, Porto Alegre e Micondo.

© PAFAE

A par disso, e como forma de dar início à renovação dos coqueirais, cujas plantas não são renovadas há várias décadas, o viveiro criado pelo projeto com cerca de 7.000 plantas de coco, implantado no último trimestre de 2021, começa agora a dar frutos. No último mês, começaram a ser distribuídas as primeiras plantas às associações de produtores de coco, que, por sua vez, as distribuirão pelos seus membros, garantindo, assim, a sustentabilidade e a comercialização da produção numa fileira que se revela particularmente promissora.

© PAFAE

Como próximos passos, importa diversificar a fonte de renda dos produtores de coco, quer seja através da introdução de outras culturas nos coqueirais existentes, quer seja através da utilização da fibra para produção de outros bens com potencial de mercado dentro da realidade socioeconómica de São Tomé e Príncipe. A par da diversidade de rendimento, o projeto apoiará as associações na comercialização dos produtos através da certificação dos produtores desta fileira e capacitação para a rentabilização e manutenção sustentável dos coqueirais.

Projeto de Apoio às Fileiras Agrícolas de Exportação de São Tomé e Príncipe (PAFAE) é financiado pela União Europeia, cofinanciado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. e implementado pelo IMVF em parceria com o Ministério da Agricultura, Pesca e Desenvolvimento Rural de São Tomé e Príncipe.

IMVF – Instituto Marquês de Valle Flôr

Sobre o Autor

Redação

Diário Digital generalista, que prima pelo jornalismo exigente e de qualidade, orientado por critérios de rigor, isenção e criatividade editorial. Acreditamos que a existência de uma opinião pública informada, activa e interveniente é condição fundamental da democracia.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error: O conteúdo está protegido!!