Cinema S. Tomé e Príncipe

Mostra Itinerante de Cinema e Direitos Humanos percorre São Tomé e Príncipe

Começou na segunda-feira (9) a primeira Mostra Itinerante de Cinema e Direitos Humanos destinadas às escolas secundárias de São Tomé e Príncipe. Este projeto da Tela Digital pretende levar filmes de teor educativo às escolas e comunidades e promover o debate sobre os direitos humanos.

Os estudantes, entre os 12 e 17 anos, estão a ser convidados a envolverem-se na própria organização do festival. Deste modo, aprendem que podem ter um papel importante e impacto na nossa sociedade.

O programa de atividades da Mostra inclui a exibição de 3 filmes de curta-metragem em cada escola, seguida de um debate sobre os Direitos Humanos. A atividade procura envolver os diretores, professores e a associação dos estudantes de cada escola, para que haja uma vívida troca de impressões sobre os filmes e as temáticas abordadas sobre os direitos humanos.

A Mostra já esteve no Liceu Nacional (distrito de Água-Grande), no Liceu Maria Manuela Margarido (distrito de Mé-Zóchi), Escola Secundária de Neves (distrito de Lembá), e na Escola Secundária de Angolares (distrito do Caué).

Segue a partir da próxima segunda-feira (dia 16 de Janeiro), para o Liceu Sum Mé-Chinhô (distrito de Lobata), Escola Secundária da Ribeira Afonso (distrito do Cantagalo), e a escola da Região Autónoma do Príncipe – Escola Secundária do Padrão.

O programa inclui filmes da CPLP que abordam questões como abuso sexual, direitos migratórios e direitos LGBT. Em cartaz estão os seguintes filmes: “Chama-me Maria” de Jéssica Lima” (São Tomé e Príncipe), “Mudança” de Welket Bungué (Guiné-Bissau/Portugal), “Rã” de Ana Flávia Cavalcanti (Brasil), “Mina Kiá” de Katya Aragão (São Tomé e Príncipe), e “Dona Mónica” de Carlos Yuri (Cabo Verde).

Todas as sessões serão gratuitas.

A Mostra Itinerante de Cinema e Direitos Humanos é uma iniciativa da Tela Digital Media Group, financiada pela Movies That Matter, organização holandesa com sede em Haia, que quer alargar os pontos de vista sobre os direitos e humanos.

 

 

Sobre o Autor

Jaquilza Gomes

Jaquilza Gomes é licenciada em Língua Portuguesa pela Universidade de São Tomé e Príncipe (FCT/USTP). Participou na criação da obra conjunta “Ilhas de Palavras”. Nas horas livres dedica-se ao desenho, escrita, poesia, contos e reciclagem.

0 0 votes
Avaliação do artigo
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error: O conteúdo está protegido!!