Cultura

REDE Cinema PALOP/TL recebida pela Ministra da Cultura de STP

Rede de Cinema e Audiovisual

A Ministra da Cultura e Turismo de São Tomé e Príncipe, Maria da Graça Lavres, recebeu em audiência na última sexta-feira, a Rede de Cinema e Audiovisual PALOP/TL, representada por Katya Aragão.

O encontro serviu para apresentar a REDE de CINEMA e AUDIOVISUAL PALOP TL e formalizar a colaboração das entidades da tutela com os processos de mapeamento em curso, e com processos posteriores.

A Ministra elogiou a iniciativa da criação de uma plataforma que congregará criadores de cinema e audiovisual dos PALOP/TL e frisou a disponibilidade do seu ministério em colaborar com a Rede.

Maria da Graça Lavres lamentou o facto de o único cinema do país não estar sob tutela do seu ministério. A Ministra incitou ainda Rede a incluir a Direcção Geral da Cultura nas suas acções.

A REDE de CINEMA e AUDIOVISUAL PALOP-TL foi fundada após a realização, em 2017 e 2018, de uma iniciativa no âmbito da comemoração dos 25 anos da cooperação regional com a UE – o Concurso de Curtas-metragens PALOP-TL -, por uma parte dos participantes (jovens realizadores e produtores) e dos vários parceiros (festivais e associações), que se reuniram perante a necessidade de fomentar e promover a componente de distribuição e internacionalização dos produtos audiovisuais – em particular, o cinema.

Com representação em Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, a Rede está a trabalhar no mapeamento dos profissionais, empresas e instituições – públicas, privadas e da sociedade civil – de cinema e audiovisual destes seis países, e a desenvolver a plataforma digital REDE de CINEMA e AUDIOVISUAL PALOP-TL.

O objetivo desta plataforma é reunir informação sobre os profissionais do setor (realizadores, produtores, caracterizadores, figurinistas, editores, operadores de câmara, som, luz, guionistas, fotógrafos, assistentes de produção, etc.) numa base de dados de acesso público, para facilitar a interação entre os criadores do espaço PALOP-TL e do espaço PALOP-TL com o mundo, bem como facilitar o acesso destes profissionais a potenciais oportunidades de formação, emprego e negócios. O desenvolvimento desta ferramenta está a receber apoio financeiro do programa de cooperação PALOP-TL/UE.

No encontro participaram também o Diretor Geral da Cultura de São Tomé e Príncipe, Myklail Mendes de Ceita, e o Assessor da Ministra para a Cultura, Ivanick Lopandza.

A REDE considera que a existência de dados atualizados e sistematizados é uma mais-valia para o desenvolvimento das políticas culturais nos seis países e um alicerce para que os estados quantifiquem e reconheçam a importância das suas atividades profissionais para o desenvolvimento económico e humano dos países PALOP-TL.

Todos os criadores da área de cinema e audiovisual estão convidados a inscreverem-se na plataforma através do seguinte formulário: http://bit.ly/2Rf9c5R. A plataforma digital REDE de CINEMA e AUDIOVISUAL PALOP-TL estará online em finais de Dezembro do ano corrente.